Palafitos de Gamboa em Castro, Chiloé

Em meados do século XIX, bairros de palafitas começaram a aparecer em vários pontos da Ilha Grande de Chiloé.

A las afueras de lo que en ese entonces se consideraba como Castro, el más importante de la época es el barrio Gamboa, que cumplía no solo una función comercial, sino también de vivienda, y se comunicaba con la ciudad por medio de un puente antiguo de madeira. Também foi possível identificar bairros como este em Ancud, Chonchi, Quemchi, Dalcahue, Quinchao, Quellón, Puqueldón e Mechuque.

O dia a dia dentro dessas edificações acontecia na cozinha com fogão à lenha, com vista privilegiada para o mar. As palafitas, ao longo da história, sofreram imensas catástrofes naturais como terremotos, maremotos e incêndios. Eles também tiveram que lidar com as mudanças modernas na arquitetura e com o passar do tempo. Todos esses fatores talvez pudessem transformar parte de sua magia, mas sua arquitetura nunca perdeu identidade ou memória.

Graças ao trabalho de muitas lideranças do estado e de diversos profissionais que se dedicaram à conscientização e manutenção das tradicionais palafitas, hoje podemos apreciá-las. Um deles é o destacado arquiteto chileno Edward Rojas, fundador e diretor do Museu de Arte Moderna de Castro e responsável pela restauração de quatro das dezesseis igrejas declaradas Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. É também o arquitecto restaurador de vários hotéis em palafitos em Chiloé, entre os quais se destacam o Palafito 1326 Hotel Boutique e o Palafito Cucao Lodge.

Palafito 1326 – Hotel Boutique

Diferentes processos sociais e culturais permitiram a transição do antigo palafito para o moderno palafito. Atualmente quase não existem adegas ou quartéis, mas podemos ver palafitas que cumprem outras funções. O bairro Palafitos de Gamboa, um dos poucos sobreviventes do terremoto e tsunami da década de 1960, é um grande exemplo de Palafito 1326 Hotel Boutique e Palafito Hostel, entre outros. Também podemos encontrar lojas de artesanato, cafés e restaurantes. Estas novas e modernas funções permitem aos palafitos continuar a fazer parte de uma identidade única em Castro e nos seus habitantes.

Deixe um comentário